Pular para a barra de ferramentas

Com fim de prazo imposto por Cartaxo, pelo menos três secretários decidem permanecer na PMJP

Apesar de o prazo oficial estabelecido no calendário eleitoral do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para desincompatibilização dos cargos públicos a futuros candidatos ser no dia 7 de abril, o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, determinou que seus auxiliares com planos para lançar candidatura anunciem sua saída até esta quarta-feira (31).

Pelo menos três auxiliares do prefeito, no entanto, pretendem permanecer no cargo e não lançar candidaturas neste ano. Helton Renê, Ubiratan Pereira e Benilton Lucena anunciaram sua decisão de permanecer nos quadros da prefeitura. Eles pretendem aguardar por um quadro melhor nas Eleições de 2020.

O vereador licenciado que atualmente está à frente do Procon-JP, Helton Renê, afirmou em entrevistas à imprensa que “este não é o momento para almejar um cargo estadual”. Já Benilton Lucena, considera que sua participação nas eleições deste ano ainda não foi discutida com o partido.

Já Olenka Maranhão, Carlos Batinga e Geraldo Amorim, anunciaram a antecipação de suas saídas do Poder Executivo. Ainda hoje o prefeito deve se reunir com Jutay Meneses e Durval Ferreira, que pretendem disputar vagas na Câmara Federal e na Assembleia Legislativa, respectivamente.

A ex-secretária de Trabalho e Renda, Olenka Maranhão, confessou em entrevistas que deixou o cargo porque estava se sentindo desconfortável na Prefeitura de João Pessoa após o lançamento da pré-candidatura do senador José Maranhão pelo MDB. “A indicação era do MDB e existia, de certa forma, uma preocupação, uma inquisição por parte do Executivo de estabelecer prazos. E eu, de certa forma, me senti incomodada e deixei o cargo”, ressaltou a ex-deputada.

Click PB,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: