Pular para a barra de ferramentas

Aguinaldo Ribeiro diz que prazo é curto, mas Governo pode conseguir votos para Reforma da Previdência

O deputado federal paraibano Aguinaldo Ribeiro (PP), que é líder do governo na Câmara, admitiu nesta terça-feira (12) que é curto o prazo para garantir os 308 votos necessários para aprovar a Reforma da Previdência. No entanto, ele afirmou que é possível ter os votos em apoio à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) já na próxima segunda-feira (19).

“Podemos chegar bem próximo (do número) na segunda-feira”, afirmou o deputado. Ele afirmou ainda que não considera o possível adiamento da votação para 2018 como algo ruim. “O que considero ruim é ser derrotado”, ressaltou Aguinaldo Ribeiro.

O governo sabe que o tempo está se esgotando e que a cada dia que passa a equação número de votos e demandas dos aliados se torna de difícil conciliação. Há demandas por cargos, emendas, desgaste pelas votações que livraram o presidente Michel Temer das denúncias da Procuradoria Geral da República (PGR), a expectativa do início das férias dos parlamentares já na próxima semana e pressão da população contra a PEC. “Essa pressão ainda existe sobre o parlamentar”, reconheceu Ribeiro.

O deputado culpa os erros de comunicação do governo na divulgação da proposta como responsável pela distorção da informação inicial que chegou à população. “O equívoco foi a apresentação da reforma”, comentou.

Click PB,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: