Pular para a barra de ferramentas

A calvário ,decepção e a vergonha para o cidadão Condense.

 

História atual desmoralizante para a cidade de Conde?

Depois de o vice Prefeito Temístocles Ribeiro, renunciado ao mandato, alegando perseguição política, por parte da gestora atual do Município de Conde Prefeita Márcia Lucena, os áudios interceptados, que parece articulando uma maneira do Vice Prefeito renunciar, por não concordar com a compra de determinados medicamentos, que tudo indicava com um preço, que poderia se conseguir mais barato, fizeram de tudo para ele renunciar e não atrapalhar os planos que tinham para a Cidade do Conde.

Vocês acham que acabou por aqui?

Não, depois de ter a primeira Prefeita da história do Conde, Márcia Lucena, presa em pleno exercício do mandato.

Acabou…

Não….agora pela primeira vez na sua história, à Cidade do Conde, desde a sua emancipação nesses 56 anos de vida, nunca, uma Prefeita em Exercício do Mandato teve o uso de “TORNOZELEIRA ELETRÔNICA” no comando da Cidade.

Ou seja a nossa Prefeita terá um Wi-Fi grátis conectado 24 horas.

Esse ano de 2019 começo de 2020, são de fortes emoções para os munícipes com tantos fatos e reviravoltas…

Só que para à Prefeita Márcia Lucena, todavia não terminou e parece que o seu Calvário Próprio, só está começando, pois ainda estamos em fevereiro.

A um pedido de CPI na Câmara Municipal, e a volta dos trabalhos está deixando todos de cabelo em pé, a quem diga que os vereadores estão cansados de serem humilhados pela Chefe do Executivo dentro de sua base, sem falar na oposição que parece finalmente ter acordado para fazer seu papel de fiscalizar e cobrar em prol do povo.

Alguns cidadãos que todavia tinham dúvidas, se haveria motivo para a teoria de golpe, e de conspiração contra Márcia Lucena, estão perplexos.

A alguns que se dizem aliados que em rodas de conversa já juram (Amor a Manga Rosa), só não é as Mangas de Souza não vamos confundir.

Com mais essa cautelar imposta pelo “Desembargador Ricardo Vital”, cai por terra a teoria de golpe da oposição, de perseguição política, apenas é a justiça fazendo seu papel.

Ou seja cada dia mais Márcia Lucena vê seu Calvário próprio sendo ampliado.

Será que com todas essas cautelares Imposta a Ricardo Coutinho que se estende a Prefeita de Conde Márcia Lucena, Imposta pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), dentre elas comparecimento periódico em juízo; proibição de manter contato com os demais investigados da Operação Calvário, exceto seus familiares até o quarto grau; proibição de se ausentar da comarca domiciliar, sem prévia e expressa autorização do Juízo; e afastamento da atividade de natureza econômica e financeira que exercia com o Estado da Paraíba e o Município de João Pessoa, que tenha relação com os fatos apurados no processo da Calvário.

Fica pergunta?

Como é que Márcia de Figueiredo Lucena Lira irá exercer suas atividades de natureza econômica, financeira, com o Estado da Paraíba e a Prefeitura de Conde, sendo a chefe maior do EXECUTIVO?

Sendo com os fatos apurados no Processo da Operação Calvário quase todos os envolvidos ou tiveram ou ainda tem contratos e valores empenhados com a Prefeitura de Conde?

O povo do Conde quer saber?

Como irá ficar a cidade do Conde?

Da Redação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: